Legislativas: MPD promete infra-estruturas da educação e saúde para a ilha da Boa Vista

Legislativas: MPD promete infra-estruturas da educação e saúde para a ilha da Boa Vista

O Movimento para a Democracia (MpD – oposição) prometeu terça-feira na Boa Vista construir uma escola secundária de raiz, uma escola profissional, “estradas condignas”, redes de esgotos na cidade, “hospital em condições” e um turismo com mais impacto na economia local.

O anúncio foi feito durante a apresentação pública da lista de candidatos a deputados nacionais por Boa Vista e da candidatura de Ulisses Correia e Silva a primeiro-ministro de Cabo Verde, nas eleições de 20 de Março.

A lista do MpD para a Boa vista é encabeçada por José Luís Lima Santos e incluem ainda Dália Benholiel, Valentim Almeida Pinto, Maria Leopoldina Évora e Victor Manuel Fortes.

Fazendo um balanço dos 15 anos da governação do PAICV, José Luís Santos afirmou que Boa Vista saiu a perder com esses “15 longos anos do governo do PAICV e que “Cabo Verde vai ganhar, a partir de 20 de Marco, com Ulisses Correia E Silva”, caso venha a ser eleito.

O cabeça de lista por Boa Vista afirmou que o executivo de José Maria Neves foi “um governo surdo e mudo”, perante os problemas da Boa Vista, a começar pelo da educação.

O candidato falou das obras do novo liceu e relembrou que “esta obra foi uma promessa da primeira legislatura e já está na quarta pedra lançada, a última no dia 01 de Abril – dia da mentira”.

José luís Santos adiantou ainda que “o projecto da escola secundária é um projecto de há 15 anos e que está completamente desfasado da realidade actual da Boa Vista, por isso “o MPD assume o compromisso de construir um liceu de raiz par a ilha”.

Comprometeu-se ainda, com o governo de Ulisses Correia e Silva, a construir uma escola profissional, área que, segundo o candidato ventoinha, “foi completamente esquecida” na ilha.

Segundo José Luís Lima Santos, os Jovens vão ser os principais destinatários da política do MPD nos próximos anos.

Falou também das estradas de povoação velha e do norte da Boa Vista, onde afirmou que existem “as piores vias de acesso de Cabo Verde”, pelo que o MpD se comprometeu, caso ganhe as eleições, a “construir estradas condignas para Povoação Velha e Norte” da ilha.

Ainda fazem parte das promessas, a construção de “redes de esgotos na cidade de Sal Rei, um bom porto e um hospital em condições”, ficando “o governo do MPD comprometido a construir ou melhorar o centro de saúde para se ter um hospital em condições na Boa Vista”.

Por sua Vez, o candidato a primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, falou do turismo, considerando que “é a base da economia da ilha”, mas que Boa Vista precisa de um “turismo diferente e com mais impacto na economia local”.

“Vamos fazer de tudo para atrair mais investidores no sector turístico e vamos tornar o destino turístico de Boa Vista e de Cabo Verde mais competitivo. Mas para que isso aconteça o IVA, que foi aumentado, deve voltar a descer, uma vez que para tornar o nosso destino turístico competitivo, temos que alinhar a nossa taxa do IVA àquilo que é praticado pelos nossos adversários”, disse.

Defendendo que Boa Vista precisa de um turismo que deixe rendimento na ilha, o candidato a primeiro-ministro do MpD disse que a primeira medida tomar, se vencer as eleições, tem que ver com a taxa turística que passará a ser municipal.

Para Correia e Silva, o dinheiro arrecadado poderá ser aplicado na requalificação urbana, na questão de saneamento, entre outros projectos.

Com: Inforpress

1017663_10154004808267491_6985706910911751711_n 10003983_10154004808497491_5757439993047882185_n 12715290_10154004808492491_6558726678638902559_n 12742366_10154004807917491_5930109269312094542_n dca6745fdbb9da5b038270324f6ced2f_L

Related posts

Leave a Reply

Deixar uma resposta