Ulisses Correia e Silva aponta emprego, rendimento, segurança e desenvolvimento das ilhas como prioridades

Ulisses Correia e Silva aponta emprego, rendimento, segurança e desenvolvimento das ilhas como prioridades

O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, empossado no cargo, definiu o emprego, o rendimento, a segurança e o desenvolvimento das ilhas como o “centro das prioridades” da sua governação.

No seu discurso de tomada de posse, que aconteceu na tarde de ontem, 22 de Abril, no jardim da Presidência da República, o novo chefe do executivo afirmou que tem um programa de governação “coerente e consistente” com uma visão, objectivos, metas e politicas para fazer crescer a economia, criar empregos, reduzir a pobreza, assegurar a inclusão social e económica e tornar as pessoas mais seguras.

Ulisses Correia e Silva reafirmou, entretanto, os seus compromissos de campanha, principalmente o objectivo de promover a criação, através da economia das ilhas, de 45 mil empregos em cinco anos.

“É nosso compromisso reduzir de forma significativa a pobreza com uma abordagem diferente”, sublinhou Correia e Silva, esclarecendo que, para isso, tenciona fazer de cada ilha um território atractivo onde se possa viver, visitar e investir com qualidade.

Para isso, avançou que o Governo não vai elaborar e nem financiar programas para gerir a pobreza, mas sim, fazer com que as pessoas saiam da carência através do acesso ao emprego, à produção e ao rendimento, com o objectivo de poderem ser autónomas e auto-suficientes.

A nível da segurança disse que o compromisso é tornar as cidades e localidades mais seguras, com “tolerância zero” para com a criminalidades e uma reacção policial e penal mais célere.

No que se refere ao poder local, Ulisses Correia e Silva prometeu o reforço da descentralização e a aposta na regionalização para dotar as ilhas de um modelo de governação baseado numa estratégia de desenvolvimento que aborda as suas dimensões económica, infra-estrutural, ambiental, educativa, formativa e sanitária.

“Cada ilha uma economia que se interliga no todo território nacional e em conexão com o mundo, não só através dos transportes, mas através do conhecimento, do domínio de línguas e das tecnologias de comunicação e informação”, explicou.

Ulisses Correia e Silva terminou o seu discurso prometendo assegurar um crescimento económico inclusivo, onde a segurança dos cidadãos e dos bens seja garantida, que a segurança alimentar, a protecção social, o acesso à educação, saúde, à habitação e aos bens básicos sejam assegurados.

O governo da IX legislatura é formado por 12 elementos: o primeiro-ministro e mais 11 ministros, dos quais quatro independentes e três mulheres.

Com: Inforpress

IMG_1619 IMG_1629 IMG_1631 IMG_1650 IMG_1658 IMG_1665 IMG_1674 IMG_1691 IMG_1700 IMG_1712 IMG_1718 IMG_1728 IMG_1740 IMG_1751 IMG_1755 IMG_1765 IMG_1778 IMG_1792 IMG_1859

 

Related posts

Leave a Reply

Deixar uma resposta