Partidos querem eleições entre 15 de Julho e 15 de Setembro

Partidos querem eleições entre 15 de Julho e 15 de Setembro

Os Partidos Políticos, registados no Tribunal Constitucional e recebidos hoje pelo primeiro-ministro, defendem a realização das eleições autárquicas entre 15 de Julho e 15 de Setembro.

O Movimento para a Democracia, partido no poder, através do seu administrador geral, Austelino Correia, preferiu deixar a marcação das eleições autárquicas a critério do primeiro-ministro.

Entretanto, o líder político afirmou que o seu partido está preparado para a realização das autárquicas dentro do prazo estabelecido pela lei.

Também o PAICV, segundo a sua presidente, Janira Hopffer Almada, deu carta-branca ao governo quanto a data das eleições. A líder do maior partido da oposição alerta, contudo, que na marcação das eleições, o governo tenha em conta o período das chuvas, por forma a garantir a maior participação possível dos cabo-verdianos no acto eleitoral, no processo autárquico.

Amândio Barbosa Vicente, presidente do Partido Popular, defende que as eleições autárquicas devem acontecer no mês de Julho, por considerar que seria uma boa data para a sua força política.

Já o Partido Social Democrática, pela voz do seu presidente, João Além, propôs finais de Agosto e início de Setembro, por entender que o partido tem que se preparar.

Victor da Veiga, do Partido do Trabalho e da Solidariedade, avançou com a proposta do mês de Setembro.

A UCID foi o único partido que não foi recebido pelo primeiro-ministro.

Segundo o Código Eleitoral, no seu Artigo 88º (marcação da data das eleições) a marcação da data das eleições faz-se com antecedência mínima de setenta dias, ouvidos os partidos políticos legalmente constituídos, nos casos previstos na constituição, o Conselho da República.

 

Com: Expresso das ilhas

Related posts

Leave a Reply

Deixar uma resposta