Cabo Verde quer elevar os níveis políticos das relações existentes com a UE – Luís Filipe Tavares

Cabo Verde quer elevar os níveis políticos das relações existentes com a UE – Luís Filipe Tavares

Cabo Verde tem muita fé na parceria especial com a União Europeia e por isso quer elevar os níveis políticos das relações existentes entre as partes, disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares.

O governante, que falava no acto de apresentação dos projectos do programa INTERREG MAC 2014/2020, no âmbito da jornada do projecto estratégico “Hexagone”, descreveu a parceria especial entre Cabo Verde/União Europeia como exemplar e única.

“Não queremos ser citados apenas como um país exemplar de boa governação, queremos ter na nossa sub-região atlântica um papel útil de relacionamento e de aproximação entre os povos”, asseverou, focando o facto de o arquipélago situar-se no meio da encruzilhada de povos.

Por esta razão, o ministro Luís Filipe Tavares é de opinião que Cabo Verde tem um papel importante a desempenhar na sub-região, “não como uma plataforma de serviços, mas como país moderno e útil que é, que cultiva e defende os direitos humanos”.

“O valor de aproximadamente 30 milhões de euros que vão ser atribuídos ao país para financiar projectos da macaronésia é para nós um motivo de grande satisfação. A cooperação que estamos a ter no âmbito dos projectos MAC nas áreas de investigação científica, prevenção de catástrofes naturais e preservação do meio ambiente é muito importante”, frisou.

Neste âmbito lembrou o apelo do primeiro-ministro no sentido de os países da macaronésia encontrarem uma melhor forma jurídica para a efectivação de uma associação.

Com o novo programa Mac 2014/2020, o governante acredita vir a ter uma maior participação dos sectores nacionais que já conhecem e têm trabalhado com os seus parceiros das regiões ultras periféricas da europa, bem como a incentivação da participação de outras na convocatória que vai ter lugar no ano 2017/2018.

Luís Filipe Tavares recordou ainda que no próximo ano Cabo Verde e União Europeia vão assinalar o décimo aniversario de parceria, razão por que instiga o ministro dos Assuntos Estrangeiros e Europeu da República da Eslováquia a ser o porta-voz do arquipélago que quer, neste ano, elevar o nível de relacionamento com novas áreas de cooperação.

Por sua vez, o ministro dos Assuntos Estrangeiros e Europeus da República da Eslováquia, Miroslav Lajcák, disse que a União Europeia está satisfeita com esta cooperação com Cabo Verde que tem sido um êxito e que pode ser apresentado como um bom exemplo entre UE e os países africanos.

“É com muito prazer que estou aqui para assistir à apresentação dos projectos da macaronésia financiados no âmbito a UE, o que para nós é muito valioso pelo acesso à agenda global regional”, sublinha.

A UE, enfatizou o ministro esloveno, aprecia o programa existente com Cabo Verde e respeita a democracia do país que tem sido um exemplo para muitos países.

PC/FP

Inforpress/Fim

Related posts

Leave a Reply

Deixar uma resposta